Atraso manual

Não dá para entender como é que uma empresa de grande porte como o Atacado dos Presentes controla o acesso dos veículos com sistema manual. Para entrar na loja da Boa Vista, por exemplo, um senhorzinho olha, anota a placa e entrega o papel rabiscado. Para pagar, a baixa é dada numa agenda com manuscritos e rubricas. Apesar do “sistema” arcaico, o valor é moderníssimo: R$5 para poucas horas, ou seja, o valor dos shoppings e do Aeroporto que oferecem bem mais estrutura e conforto de certa forma. (Por Filipe Félix)

Créditos: divulgação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s